Crítica: Victor & Leo se reinventa no sertanejo e cria ritmo próprio

Apesar de estarem sob os holofotes há 10 anos, a estrada de Victor & Leo é ainda mais longa. São 25 anos de carreira, sendo os 15 primeiros tocando nos bares de Minas Gerais. Talvez, por ter a sonoridade forjada na diversidade de repertório que a noite exige dos músicos, o som dos irmãos se distancie tanto da mesmice do gênero. No sétimo álbum de estúdio, Na Luz do Som, a dupla mais uma vez surpreende com melodias refinadas e composições impecáveis de Victor Chaves.

Na Luz do Som é o primeiro disco de inéditas desde o CD e DVD ao vivo, Irmãos (2015). Senhorita, a primeira canção a chegar às rádios vem com lineares batidas eletrônicas. Mesmo se autointitulando “uma dupla folk brasileira, com um estilo que mescla música sertaneja de raiz, pop e rock”, as 12 faixas, todas de autoria de Victor, mostram outras referências.

É impossível escutar Louco Por Você, por exemplo, e não pensar em um CD de blues. Em Gênesis, os acordes virtuosos de Victor e o timbre inconfundível de Leo transportam os fãs do segmento ao sertão metalizado, estilo que os tornou reconhecidos nacionalmente.

O mercado fonográfico, em especial o sertanejo, requer reinvenção constante de seus artistas. A dupla Victor & Leo parece saber bem disso e, a cada disco, fica evidente o esmero em apresentar ao público novos elementos, produção e arranjos. Prova disso é o R&B Moderno – uma mistura de música eletrônica, folk e balada romântica–, característico dos cantores .

Mas, há também o cuidado de não se afastarem demais da música raiz, como em Das Mãos de Deus, In Love e Valsa do Vento, única canção em que Leo divide a composição com o irmão. Assim como outros nomes fortes do sertanejo, como Chitãozinho & Xororó ou Zezé di Camargo & Luciano, Victor & Leo é uma das poucas duplas que não se renderam ao “sucesso” convidativo do ritmo universitário. Seguem fiéis ao som que gostam de fazer. Sorte dos amantes da boa música, que podem apreciar projetos cada vez mais maduros e irretocáveis.

Lançado em janeiro deste ano, o videoclipe oficial de Na Luz do Som, música que dá nome ao álbum, ultrapassa as 4 milhões de visualizações no YouTube. No Deezer, a faixa já foi ouvida mais de 43 milhões de vezes.

O que você achou das criticas!? Curte e Compartilha veja o que seus amigos pesam.

COMPARTILHAR